Advogado Autônomo ou Pessoa Juridíca?

Já foi muito caro e complicado abrir e manter um escritório de advocacia como pessoa jurídica. Por isso, muitos profissionais do direito optavam por trabalhar como autônomos, prática que ainda tem bastante adeptos.

Porém, nos últimos anos surgiram novas formas de legalização de negócios e ocorreram mudanças na legislação tributária, o que reverteu esse quadro. Ultimamente, tornou-se mais simples e barato abrir uma empresa na área e aproveitar as vantagens de contar com a Decisões e Soluções para escritórios de  advocacias.

Quer saber quais foram essas mudanças e por que é vantajoso atuar no direito com empreendimento formalizado? 

imagem-advocacia.jpg

Por que advogados devem formalizar empresa?

Trabalhar como autônomo exige o pagamento de imposto de renda e contribuição à Previdência Social. Obviamente, você sabe disso, até porque todo profissional ou empreendedor está sujeito aos pagamentos.

O fato é que tais incidências são mais pesadas para os advogados autônomos do que para funcionários e donos de empresa.

O INSS, por exemplo, para empregados fica entre 8% e  11%. E para empreendedores é sempre de 11% sobre o pró-labore. Já para o autônomo, como contribuição individual, é de 20% ao mês.

Quanto ao imposto de renda, nem sequer incide se o pró-labore do administrador não for de alto valor. Porém, ao mesmo tempo, ele pode ter outro tipo de remuneração — a retirada de lucro —, que é isenta de IR independentemente da quantia.

Ou seja, mensalmente é possível que o advogado pague até 42,5% de incidências sobre os ganhos, sendo 22,5% de IR, caso tenha uma renda entre R$ 3.751,06 e R$ 4.664,68. E mais: ultrapassando essa faixa de renda, as alíquotas somadas se aproximam dos 50%.

photodune-6775322-businessman-in-the-office-flat-illustration-xs.jpg

Percebeu como é vantajoso formalizar um negócio no ramo em comparação com ser autônomo? Então, marque uma reunião agora mesmo com Decisões e Soluções

Qual é a importância da contabilidade para advogados na segregação das receitas?
contador-contabilidade.jpg

Um dos pontos principais da Contabilidade para escritórios de advocacia é agir corretamente na segregação de receitas de honorários e valores creditados a clientes. Neste momento, qualquer erro pode gerar transtorno aos profissionais, custos elevados e até multas.Por exemplo, na questão tributária, um negócio pode acabar pagando impostos maiores do que deveria se tal separação não for feita com cuidado.

Já no aspecto contábil, não escriturar corretamente tais movimentações pode desorganizar a escrituração totalmente, gerar resultados equivocados e fazer a empresa ser autuada pelos órgãos de fiscalização da área.

Além desses pontos críticos, é preciso atentar ao fato de que a contabilidade para advogados compreende mais do que valores cobrados e movimentações consequentes de juízo. Existem os impostos, custos fixos e variáveis e ainda os possíveis montantes liberados de ações mais antigas. Tudo isso precisa ser corretamente alinhado, classificado, lançado e analisado nas demonstrações contábeis.

Controle a gestão de seu escritório com a Decisões e Soluções.

Para um permanente update da evolução dos negócios e resultados do escritório de advocacia, a Decisões e Soluções apresenta um relatório mensal ou trimestral com análise económica e financeira.

 

Após a análise destes dados, agendamos reuniões conjuntas entre Decisões e Soluções e cliente, para avaliarmos o sucesso da nossa cooperação.

 

Decisões e Soluções mais que uma empresa de contabilidade. Coopera com a sua empresa para obter melhores resultados financeiros.

Marque uma reunião!

Icone-newsletter-150x139.png